-Conhece-me...

-Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30


-Visitas

-Horinhas

-deixa a tua marca


-Escrevi sobre...

- Lenda de Santa Columbina

- A Lenda da Nossa Senhora ...

- Justiça de Fafe

-subscrever feeds


Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

Lenda de Santa Columbina

foto


Reza a lenda que vivia em terras de Espanha uma menina muito bonita e muito devota a Deus. O seu pai, como via que a filha já estava em idade de casar, arranjou-lhe casamento com um cavaleiro. Quando disse à filha que já lhe tinha arranjado marido, a menina respondeu-lhe que não se casava com nenhum homem, pois queria entregar a sua vida a Jesus. O pai e o prometido marido não gostaram da resposta e queriam-na casar à força. Ela, como não podia resistir, resolveu fugir. O cavaleiro quando soube correu à sua procura e perseguiu-a até Gimonde, onde já estava quase a alcançá-la, em virtude do seu cansaço. De repente, Santa Colombina viu uma fraga e gritou para ela:  “Abre-te fraga que andes ser a minha morada “, o cavaleiro andou às voltas na fraga, até que percebeu que ela estava protegida por Deus, que era Santa.
Ainda hoje se pode ver a marca da ferradura do cavaleiro em cima da fraga de Pernai, bem como a marca da lança do cavaleiro.

 

tags:

registado por paulacalcadaalves às 21:22

link do post | deixa o teu comentário | ver comentários (8) | favorito
|

A Lenda da Nossa Senhora de Antime - Fafe





Associada ao culto, como sempre acontece, conta a tradição de uma imagem da Virgem teria aparecido no monte de S. Jorge, em local disputado pelas duas freguesias limítrofes, Fafe e Antime. Após longa animosidade, as populações das duas localidades chegaram a um acordo: a imagem de Nossa Senhora de Antime ficaria todo o ano na igreja de Antime mas, no dia da sua festa, os homens de Antime viriam traze-la ao limite da paróquia, ao romper da alva. Aí, os de Fafe a levariam para a sua vila, onde a festejariam até ao pôr-do-sol, altura em que a pesadíssima imagem voltaria à sua residência habitual.

Todos os anos, no segundo domingo de Julho o ritual se repete. O ritual da fé imensa, da devoção incontida, da emoção que toma conta do coração de milhares e milhares de romeiros que serpenteiam as estradas e ruas de Antime para Fafe, sob a inclemência do sol escaldante. A procissão, pela sua imponência e sentido de religiosidade, impressiona qualquer pessoa que a ela assista.

Na fronteira entre as freguesias de Fafe e Antime, ponte de S. José, dá-se um dos momentos mais impressionantes da procissão, que fica na memória de quem a ele tem o privilégio de assistir. É o encontro amistoso da imagem de Nossa Senhora de Antime e da imagem de Nossa Senhora das Dores, vinda de Fafe, com as respectivas «comitivas». O momento alto acontece quando as imagens ficam frente a frente e fazem uma pequena vénia uma à outra, em sinal de saudação. O cumprimento das duas imagens, no limite das duas freguesias, é a afirmação de um gesto protocolar de recepção e boas vindas por parte de Fafe à sua convidada de Antime. A partir daí a Senhora é de Fafe. Ainda que por algumas horas.

A romaria em honra de Nossa Senhora de Antime, também designada de Misericórdia ou Sol, assume-se como a maior e mais conhecida das festividades locais, coincidindo nos nossos dias com as grandes Festas da Cidade, no segundo fim-de-semana de Julho. Estudiosos locais têm ligado a importante festa a um culto «culto solar de fecundidade», ligado o primeiro ao paganismo ou ao próprio nome da virgem e o segundo ao ritual de passagem da adolescência para a idade adulta. Nesse sentido, a procissão seria a actualização de um ritual muito antigo praticado pelos rapazes casadoiros, em que o transporte do pesado andor funciona como a verdadeira prova pública da virilidade ou masculinidade dos jovens, que teriam nesse acto, a esperança de viverem a ter um bom casamento.

Sobre toda esta problemática da Senhora de Antime há ainda considerações a fazer. Uma imagem de 1m e 10 de altura, com o menino no braço esquerdo, cumpre dizer que se trata de uma imagem muito antiga (possivelmente gótica, do séc. XIV) de pedra ançã, um tipo de calcário provindo da região de Cantanhede, fácil de trabalhar e, por isso, muito empregue na estátua.

tags:

registado por paulacalcadaalves às 15:41

link do post | deixa o teu comentário | ver comentários (5) | favorito
|

Justiça de Fafe

A Justiça de Fafe  

 

        A Justiça de Fafe “ é o símbolo que mais caracteriza a cidade. Falar de Fafe, para muitos, é falar da “ Terra da Justiça” e consequentemente da lenda “ Com Fafe Ninguém Fanfe “. pelo nosso Portugal fora, Fafe é conhecido principalmente pela imagem da Justiça e pelo lema que a ela está associado, marcando assim os seus habitantes.

 

 

       Contam as pessoas mais antigas que esta tradição surgiu quando nas Cortes do Reino, um Visconde de Moreira de Rei se atrasou para uma sessão e ao chegar um Fidalgo que assistia o insultou, julgando-o um vilão. No momento o Visconde ignorou os insultos, mas no final da sessão, o Fidalgo continuou a censurá-lo, atirando-lhe as luvas à cara. Então ajustou--se um duelo, na qual o Visconde é que escolhia as armas. Marcou-se o dia, a hora e o local.

        De acordo com o combinado, apareceram todos e constatou-se que a arma era um pau de marmeleiro. Visto que o Fidalgo não sabia muito bem manejar o pau num duelo, o Visconde deu a primeira paulada. A assistência, vendo tal “ palhaçada”, pois o Fidalgo limitou-se a defender-se, o que fez com que todos se desatassem às gargalhadas, proclamando “ Viva a Justiça de Fafe e com Fafe Ninguém Fanfe”.

 

Explica-se assim o aparecimento da nossa mais conhecida lenda, da qual não se sabe a data, mas orgulhou e orgulha os habitantes desta Terra.

tags:

registado por paulacalcadaalves às 15:37

link do post | deixa o teu comentário | favorito
|

-Obrigada pela Visita

Recados Para Orkut

[violet]***[/violet] Novas animações de Obrigado!


-tags

- 2009(2)

- anedotas(5)

- avô(1)

- bem vindos(2)

- bichos(1)

- boas(2)

- campeão - f.c. porto(3)

- casamento(1)

- curiosidades(16)

- desabafo(4)

- ditos(2)

- eu(14)

- férias(1)

- filmes(8)

- frio(1)

- futebol(2)

- guardanapo(1)

- jackson(1)

- jantar(1)

- jonathan rhys meyers(1)

- jornal(2)

- lendas(3)

- mitos(2)

- mulheres(3)

- música(1)

- não havia necessidade(4)

- neve(1)

- notícias(8)

- óscares - os vencedores(1)

- pensamentos(10)

- poemas(14)

- provérbios(1)

- receitas(1)

- são martinho do porto(1)

- todas as tags

-Para não esquecer...

- Junho 2009

- Maio 2009

- Abril 2009

- Janeiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

-links

blogs SAPO

-on line

online